Curta o nosso facebook
 
00/00/0000 às 00h00 O âncora Você está aqui: Home / Teresina Imprimir postagem

Prefeitura se recusa a fazer a limpeza dos aguapés do rio Poty

Aguapés, embora formem uma imagem de um tapete verde cobrindo os rios, e um problema ambiental que pode acabar com a vida aquática dos rios.

Edmilson afirmou que esse será o ultimo ano em que a prefeitura fara a limpeza dos rios, ele usa o argumento que o rio e parte da federação, um ente federal, e que é responsabilidade do governo federal,

O secretário informou que, são gastos de R$ 250 a 300 mil reais ao ano para a execução do serviço, e que, o município não tem capacidade financeira de realizar o serviço, embora esse serviço, já fazia parte da rotina de outras administrações, respeitando determinações ambientais para a conservação da vida aquática dos rios de Teresina.

“Nós vamos parar com isso. No ano que vem, a nossa luta vai ser buscar uma solução. Ou eu tenho recursos vindo da União, através de um convênio, ou faz a limpeza o IBAMA, a Águas de Teresina, por que tem que ser o município?” afirmo em entrevista.

Já virou um problema que todo ano se renova, devido as altas temperaturas, e alta concentração de esgoto despejado no leito do rio, e foi na carona do inicio dos trabalhos de limpeza, que o secretário aproveitou para dar a péssima notícia ambiental para os moradores de Teresina, que residem nas margens dos rios, e de toda a população, que se depara com a quele tapete verde cobrindo o leito dos rios ao passar pelas pontes de Teresina.

O secretário ainda afirmou. “Queremos resolver essa equação de forma definitiva para o ano que vem. Esse ano, como o rio já está cheio de aguapés, nós vamos limpar e evitar um mal maior”,

Oque é aguapés

Conhecida Mururé, macrófitas, gigoga, patinho, camalote, baronesa, miriru, orelha-de-veado, pavoá, rainha-do-lago, uapê, jacinto-de-água ou aguapé. Não importa o nome que receba, a planta Eichornia Crassipes é considerada por muitos como uma praga, normalmente se alastrando em leitos de água doce (como rios, lagos, lagoas e represas). O crescimento desenfreado dessa planta, que se alimenta de resíduos orgânicos, como lixo e esgoto, pode causar a mortandade de peixes, atrapalhar a navegação de embarcações e ainda colocar em risco o funcionamento de hidroelétricas.

 

Reproduzido de manchetenet.com


  Tags:

sem tags

Comentários

Atenção! Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.