25/04/2019 às 06h09 O âncora Você está aqui: Home / Educação Imprimir postagem

Trabalhadores em educação no Piauí realizam paralisação

No terceiro dia da 20ª Semana Nacional em Defesa e Promoção da Educação Pública, os/as trabalhadores/as em Educação do Piauí realizaram manifestação no centro de Teresina

No dia 24, quarta-feira, os trabalhadores em educação básica pública do Piauí realizaram uma manifestação contra a reforma da Previdência e pela valorização profissional. 

A manifestação ocorrei em frente ao prédio do INSS, no Centro de Teresina. A manifestação, que fez parte da 20ª Semana Nacional em Defesa e Promoção da Educação Pública (de 22 a 29 de abril de 2019), teve, entre suas ações, uma panfletagem com material esclarecendo o quanto a proposta de reforma da Previdência prejudica a classe trabalhadora, principalmente os  trabalhadores em Educação.

De acordo com a presidente do Sinte-PI, Paulina Almeida, “um dos objetivos da 20ª Semana Nacional em Defesa e Promoção da Educação Pública é aguçar a luta por uma educação laica, desmilitarizada, pública e gratuita para todos. Hoje, mostramos para a população que a reforma da previdência penaliza todos os trabalhadores, pois, entre outros golpes, aumenta a idade e o tempo de contribuição.”

Neste contexto, os principais pontos abordados durante a mobilização contra a reforma da previdência, são rejeitados pela categoria, envolveram a implantação do Regime de Capitalização em detrimento do Regime atual, solidário; o rebaixamento do benefício de prestação continuada, da aposentadoria paga aos idosos carentes, assim como também houve rejeição ao aumento loja da idade e do tempo de contribuição.

No Piauí, a 20ª Semana Nacional em Defesa e Promoção da Educação Pública, começou com uma palestra contra a reforma e em defesa de uma educação pública de qualidade, realizada segunda-feira (22), no CETI José Pereira, na Santa Maria da Codipi, em Teresina, tendo continuidade no dia seguinte com palestras em três escolas do município de José de Freitas.

Na quinta-feira (25) as palestras serão desenvolvidas em escolas nas cidades de Regeneração e Água Branca. Sempre na luta, os/as trabalhadores/as em educação básica púbica do Piauí estão organizados, atentos e mobilizados, em plena Campanha Salarial, construindo coletivamente a Greve Geral Nacional da Educação, que ocorrerá no dia 15 de maio, contra a Reforma da Previdência e em defesa da educação pública de qualidade.

A valorização da categoria é um dos principais pontos de luta, pelo pagamento do reajuste de 4,17% para todos, pelo deferimento das aposentadorias, promoção de nível e classe, transporte e merenda escolar.

Neste sentido, a presidente do Sinte-PI destacou que ”o governo estadual se comprometeu em apresentar, até o final  deste mês,  propostas concretas para as demandas da categoria. Se não o fizer, poderemos chegar a greve geral da educação no Piauí, a partir do dia 15 de maio, data da Greve Geral Nacional da Educação.” Advertiu Paulina Almeida.

 

Ascom Sinte-Pi


  Tags:

sem tags

Comentários

Atenção! Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Artigos relacionados